segunda-feira, 28 de março de 2016

Folar da Páscoa

                   Costume transmontano

O  tradicional folar de Trás-os-Montes distingue-se do de outras regiões,  por levar carnes do fumeiro.


Sábado de manhã estive em casa da Dona Cila, para ver mãe e filhas a fazerem folar. Cheguei atrasado mas ainda pude ver as filhas, com mais força nos braços, a baterem a massa, antes da levedura.




Fazer folar bem feito é um saber que,  transmitido de geração em geração, se perde na memória dos tempos.


Na massa da fornada estão 180 ovos e 15 kg de farinha;  um por cada dúzia de ovos. Água, fermento, sal e azeite são os outros condimentos. Nada de corantes!


O típico folar transmontano  não é doce! É um folar de carne!



Leva diversos tipos de chouriço, presunto e carne gorda, cortados aos bocadinhos.


Quase três horas depois, com  o tabuleiro cheio de massa levedada,  a Dona Cila deitou mãos à massa...



E foi cortando-a em porções adequadas às formas.


Depois de espalmada na masseira, cobriu-a com a carne e fez um rolo.



Dando-lhe a forma de bola...


Que deixou a levedar na forma, coberta com um pano para não apanhar frio.

Depois.....

Fui almoçar e a seguir fui para a feira do folar de Chaves. Não vi, por isso, meter os folares no forno nem tirá-los, cozidos.   Há no entanto um vídeo feito pelo Bruno que dá uma ideia de como ficaram os folares da Páscoa da dona Cila.

Nota: Bruno, o vídeo tem 242 MB e o youtube só me permite publicação  de vídeos até 100 MB.
 .

Obs.  O Bruno, neto da dona Cila, mandou o link do vídeo sobre a feitura do folar. Clicar aqui

Massa macia. Folar saboroso!




1 comentário:

Bruno Rodrigues disse...

Ora tarde e a más horas, mas deixo aqui o Link para visualizarem o "documentário", sobre o folar da Páscoa.
Folar e pão, feitos magistralmente pela minha querida avó Cila.
A reportagem é da mais nova da família, a minha afilhada que revelou aqui dotes jornalísticos que desconhecia-mos, mas promete.
Não consegui filmar todas as etapas da confecção mas está o essencial. Se é bonito de ver fazer, melhor é saboreá-lo, mas isso as máquinas ainda não conseguem alcançar. Caso contrário partilhava aqui um "cibo dele", para comprovarem que ficou "Bem Bô"!
Grande abraço.

https://www.youtube.com/watch?v=dCRZ5OSJcyU