quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

À Descoberta de Argemil

Caminhada ao posto de vigia florestal


Na primeira nevada deste outono-inverno, eu e o Paulo F, do blogue Fidalgos de Paradela, fomos ao posto de vigia florestal de Argemil.  Já caminhara até mais longe, a Arzádegos e Florderrei, do outro lado da raia, mas nunca  lá estivera. Limitara-me a contemplá-lo de longe, do Vale da Bouça, prometendo a mim próprio  que um dia lá iria, para descobrir o outro lado do horizonte.



De Travancas a Argemil fomos no carro do Paulo. Depois, do largo da igreja de São Miguel ao posto de vigilância, fizémos uma refrescante caminhada pela neve, encosta acima.

Desconhecendo o caminho e a distância, passámos pelo café do Amaral, para pedir informações. Além disso, se nos perdêssemos, saberiam para onde nos tínhamos dirigido...

No café, de ambiente acolhedor, havia uma lareira acesa, à volta da qual se conversava  e se via futebol no canal TV Sport.


Casa do antigo guarda florestal, ao abandono.



Pinhal salvo do incêndio que no verão de 2006, vindo da Galiza, se propagou a várias aldeias da raia.



Passagem ao lado da vacaria.



Rico caminho para esquiar por aqui abaixo! O problema é na remontée sem  o tire-fesses!


Cão de gado transmontano pertencente ao proprietário da vacaria.


Subindo  em direção ao  posto de vigia.


Posto de observação florestal e marco geodésico, situados a 1016 metros de altitude. Vista panorâmica, de 360 graus!


Travancas e o planalto da Bolideira



Vista parcial de Argemil e planalto de Roriz



São Vicente da Raia e serras galegas. Ganho alento caminhando nestas montanhas lindas da Terra Fria!



Espetacular caminhada, 
nas veredas dos deuses, pertinho do céu, ao lado da gente transmontana!


2 comentários:

Paulo Ferreira disse...

Estava frio mas soube bem pela caminhada,nesses bonitos lugares, ainda mais com neve !

at ento disse...

Um Ano Bom Com Tudo do Melhor, a que temos direito.
Saudações com amizade cá da terra mais verde, Parambos.
At Ento