segunda-feira, 21 de março de 2011

Primavera Raiana

Em Argemil
Apesar do recenseamento estar ainda a decorrer, a observação, ao acaso, nas três aldeias da freguesia, permite prever que Argemil é onde a estrutura etária se apresenta menos envelhecida. 



Primavera da vida é bonita de viver
Na aldeia residem vários casais em idade de procriar e algumas dezenas de menores de dezoito anos. Tinha indícios de a taxa de natalidade ser mais elevada que em São Cornélio e Travancas mas foi uma agradável surpresa ver tantas crianças e adolescentes juntos, no campo do jogo da bola!



Flor de ameixeira
Sábado foi o Dia do Pai. A Princesa telefonou-me de manhã a desejar-me um dia feliz e à noite a perguntar como o passei. Sozinho, em Travancas, fui ao cemitério e ocupei o "meu dia" primaveril a mexer na terra. Foi um dia de São José, como tantos outros, de rotina, em que nada fica para recordar.


Hoje,  dia do Senhor, mais um dia de sol primaveril. Depois do almoço peguei na bicicleta e fui até Argemil, com o objetivo de deixá-la no Café do Amaral  e ir, a pé, ao posto de vigia florestal, distante alguns dois quilómetros.

O senhor Modesto, no entanto, ao saber da minha intenção, levou-me de moto até lá.


A este vizinho, motoqueiro, filiado no Clube Motard de Chaves, corre-lhe nas veias o gosto pela aventura.


A 1060 metros de altitude tem-se uma vista panorâmica de 360º graus. Olhando para norte, reconheço as aldeias galegas de Florderrei e Terroso.



A aldeia é São Vicente da Raia. Mais distantes, os contrafortes da Manzaneda e da Sanábria.


Percorridos, pelo olhar, os quatro pontos cardeais, entretido a identificar as serranias, desci do posto de vigia florestal e concentrei-me na observação da flora, à procura da primavera vegetal.


Carquejas e tojos, embora endémicos, ainda não floriam. Flores campestres, de pétalas abertas, só uma ou outra, mais resistente ao frio.


Desci a encosta pelo caminho de terra batida, ladeado de campos de centeio, e fui ter com os jovens que jogavam à bola num campo perto do pinhal.



Futuro incerto
Quase todos são benfiquistas! Portistas, havia dois ou três; sportinguistas, nenhum. No processo de reprodução social, ficarão na terra,  ou seguirão os caminhos da emigração?


Regresso a Travancas


Os dias ensolarados aceleram a germinação e floração.


Mas são enganadores, com o tempo incerto há vegetação que não resiste a geadas de maio.



Quarta-feira já se prevê o regresso de chuva e frio.

Mas a primavera é assim: "Tão depressa o sol brilha como a seguir está a chover".



1 comentário:

Paulo Ferreira disse...

Que diferente está o cenário desde a última vez que fui consigo ao posto de vigia florestal !´´E na mesma bonito, as vistas, com neve e sem ela !!