segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Branca é a Noite

As nevadas não param ...


Depois da última nevada há dias, a neve voltou a Travancas pela sétima vez este Inverno.

Não estava na aldeia quando começou a nevar na tarde de Domingo do dia 25 de Janeiro. Tinha ido à Feira do Fumeiro em Montalegre no Sábado e só regressei hoje ao fim do dia.







Embora do Alvão e do Vale de Chaves avistasse, emocionado, a beleza da Serra da Padrela e do Vale Grande cobertos de neve, ao chegar à encosta de Mairos, a neve tornou-se um problema, dificultando-me a circulação. Como era abundante, receei não poder passar da albufeira de Mairos para cima.




À saída de São Cornélio. quando vi carros parados na estrada, um tractor em manobras e um camião espanhol, carregado de leite, imobilizado na valeta, temi o pior. Receei ficar imobilizado na estrada ou ter de voltar para trás.
video




Com muita dificuldade, circulando em cima da neve, cheguei a Travancas por volta das 18 horas.






Durante o serão a neve voltou a cair engrossando a camada de brancura.

















Não há barulho, não há pegadas nem se vê ninguém. Só o latido do cão quebra o som do silêncio na noite alva e gélida.


















Os farrapos de neve , grandes, caídos silenciosamente, são um tónus para o espírito.




Forno do povo
Se não chover durante a noite, derretendo a neve ...





... as obras em casa vão ficar de novo paradas por um dia ou mais porque os pedreiros não podem vir, barrados pela neve e pelo gelo!



Na Segunda-feira ...

Travancas vai acordar isolada ...











Sem comentários: